29/03

Aluna de Logística entrega TCC à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Jundiaí

A aluna Vanessa Cestaroli, formanda do Curso Superior de Tecnologia em Logística, entregou, no dia 17 de Março, seu TCC, intitulado “EADI JUNDIAÍ: Um estudo sobre sua viabilidade”, ao Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Jundiaí, Marcelo Cereser. 

 

Foto: Site Prefeitura de Jundiaí

A entrega, que ocorreu às 16 horas, no Paço Municipal, contou com a presença da Diretora da FATEC Jundiaí, a Dra. Viviane Rezi Dobarro, do professor Eng.o Ms. João Carlos dos Santos, orientador do trabalho e do Secretário Marcelo Cereser.

O trabalho, solicitado pelo Secretário Marcelo Cereser e seu Diretor de Fomento Industrial, Gilson Pichioli, faz parte dos estudos de possibilidade de trazer novamente a EADI (Estação Aduaneira do Interior) para Jundiaí. “Como é um processo que necessita de muita articulação com diversas entidades, esse estudo dá base à nossa defesa de que é possível reativar o terminal”, explica o secretário.

Segundo Vanessa, “com a pesquisa levantada e baseada em uma amostra pequena, pudemos separar três segmentos de empresas (metalúrgico, alimentício e plástico). Dentre os três, para metalúrgico e alimentício a vinda de uma EADI para Jundiaí é muito positiva. Para o setor de plástico, isso não seria tão vantajoso (o custo seria praticamente o mesmo que possui hoje)”.

A Estação Aduaneira do Interior EADI, também conhecida como Porto Seco, constitui-se num recinto privado, de uso público, situado em zona secundária e voltado para facilitar o comércio em regiões distantes dos portos, aeroportos ou pontos de fronteira que apresentam expressiva concentração de cargas importadas ou a exportar. Ou seja, é um local fora das zonas primárias em que é possível o armazenamento, por certo período, de mercadorias estrangeiras importadas, antes de sua nacionalização, ou de mercadorias desnacionalizadas antes de sua definitiva exportação, explica. Suas principais vantagens seriam agilidade na liberação de cargas, economia de custos, proximidade das autoridades aduaneiras, tratamento personalizado ao cliente, entre outras. 

Desenvolvido pelo aluno do curso ADS Marcelo Roman Junior Fatec Jundiaí - Todos os Direitos Reservados © 2016                                Atualizações Prof. Rafael Gross